Tiririca piora o que já é ruim

    O repórter Fernando Gallo, da ‘Folha’, entrevistou Francisco Everaldo Oliveira Silva, o palhaço Tiririca, candidato à Câmara dos Deputados pelo PR de São Paulo.
A propaganda de Tiririca é um afronta a consciência democrática dos cidadãos, já que ele confessa, abertamente, que quer ser deputado para defender os desfavorecidos, a começar pelos da sua família.
Seu slogan é “Vote em Tiririca, pois pior que está não fica”.
Puro engano. Vai piorar. E muito.
Eis a entrevista:

- Quais são as suas propostas de campanha?
- Tô trabalhando pelos nordestinos, pelas crianças e desfavorecidos.
- Mas tem algum projeto concreto que você queira levar para a Câmara?
- De cabeça, assim, não dá pra falar. Mas tem uma equipe trabalhando por trás. A gente tem os projetos que tão elaborados, tá tudo beleza.
- Sabe o que o PR propõe, como se situa na política?
- Cara, com sinceridade, ainda não me liguei nisso aí. O meu foco é nessa coisa da candidatura, e de correr atrás. Caso seja eleito, aí a gente vai ver.
-  Na propaganda eleitoral você diz que não sabe o que faz um deputado. É piada?
- Eu fiz mais na piada. Porque é esse lance mesmo do Tiririca.
- Mas o Francisco sabe o que faz um deputado?
- Com certeza. Estudei para esse lance, conversei muito com a minha mãe. Eu sei que elabora as leis e faz vários projetos acontecerem, né?
- O que você conhece sobre a atividade de deputado?
- Pra te falar a verdade, não conheço nada. Mas tando lá vou passar a conhecer.
- Até agora você não conhece nada sobre a Câmara?
- Não, nada.
- O slogan “pior do que tá não fica” é um deboche?
- Não. É a realidade. Pior do que tá não fica.
- Você pretende se vestir de Tiririca na Câmara?
- Não, de maneira alguma.
- Teme ser tratado com deboche?
- Não, cara. Tô entrando de cabeça, de coração. Tô querendo fazer alguma coisa. Mesmo porque eu sou bem resolvido na minha profissão. Tenho minha vida feita.
- Em quem votou para deputado na última eleição?
- Nunca votei. Sempre justifiquei meu voto.