Apelo de Yoani é uma farsa

      Yoani Sánchez, a “dissidente” cubana,  é a fantoche que a imprensa brasileira vem utilizando, há meses, para tentar desmoralizar a Presidente Dilma Roussef e sua política de direitos humanos.
A imprensa brasileira tem publicado,  repetidas vezes,  apelos e entrevistas, anuncia vídeos  e o diabo a quatro - o que seria  um “teste” para a Presidente Dilma, que estaria de “saia justa” diante da blogueira.
                                   * * *
Yoani, como se sabe, mantém o blog ‘Generacion Y’ e, apesar de não ser a mais feroz crítica do regime cubano, é a mais conhecida. A revista ‘Time’, em 2008, a considerou uma das 100 pessoas mais influentes do mundo.
Se fosse verdade, passados três anos de mais publicidade, ela seria  hoje uma das 10 mais.
                                   * * *
A “dissidente” cubana briga para poder sair de Cuba, pelo menos por um período. Segundo ela, o seu desejo é assistir ao lançamento de um documentário cinematográfico, realizado por um cineasta baiano, sobre blogueiros cubanos, onde ela é uma das personagens.
O filme está pronto há pelo menos dois anos, mas aguarda a presença de Yoani para ser lançado.
                                   * * *
Sua arma mais eficaz, é óbvio, é o seu próprio site.
É através dele que ela critica, reclama, esperneia, denuncia tudo o que se refere a seu país e a sua vida.
Imagina-se, então,  que todos os apelos que tem feito ao Brasil e a Presidenta Dilma estejam lá postados.
Lêdo engano.
                                    * * *
O panfleto eletrônico de Yoani Sánchez não tem uma única linha sobre o que a imprensa brasileira vem noticiando diariamente.
Não que ela não queira vir ao Brasil.
Certamente ela o deseja. E muito.
Mas Yoani faz isso, única e exclusivamente, através dos jornais, rádios e emissoras de TV – que a procuram com o claro objetivo de criar embaraços para a política externa do Brasil.
O nome de Dilma Rousseff nunca foi escrito por ela. Nem uma única vez.
Se alguem acessar o seu site, e for ao setor de busca, basta digitar: Dilma, ou Dilma Rousseff, ou Presidente Dilma, ou Presidente do Brasil. Nada encontrará. Não existe referencia.
Se digitar Brasil, verá uma postagem do dia 15 de Junho de 2010, onde ela diz que enviou uma carta para o Presidente Luis Inácio Lula da Silva sobre o assunto.
E só.
                                    * * *
Será que Yaoni quer mesmo sair de Cuba?
Ela morou na Suiça por um ano. Por que voltou a Cuba?
Seu site é o que existe de mais importante para a sua batalha. Hoje ele é um verdadeiro ”canhão”. Por que ela nunca o utilizou para apelar ao Governo do Brasil?
A farsa é maior que se imagina…