Lindberg deixa rombo de R$ 400 milhões

Ainda de Luiz Carlos Azêdo, para o ‘Correio Brasiliense’:
“Pedreira nas eleições para o ex-prefeito de Nova Iguaçu, Lindberg Farias (PT-RJ), candidato a senador na chapa de Cabral. O Previni, Instituto de Previdência do município, quebrou. Só tem recursos para pagar dois meses de 3.500 aposentadorias e pensões. O motivo é a falta de repasses de recursos da prefeitura para o fundo de pensão de seus funcionários nos últimos cinco anos.
                 * * * 
O calote da prefeitura de Nova Iguaçu no Previni é de R$ 400 milhões”