• Terça-feira, 13 Julho 2010 / 1:44

Cabral, o cara de pau

A ‘Folha’ elege, todos os dias, uma frase para a sua edição.
A de hoje é a do fanfarrão Sergio Cabral, o cara de pau:
“Viajo muito e vou continuar a viajar. Cada viagem é uma Copa [do Mundo], uma Olimpíada, é um projeto que a gente traz. A gente trabalha muito quando viaja”.

  • Segunda-feira, 12 Julho 2010 / 23:16

Guerra nas estrelas

 Hoje cedo foi dito, nesse blog, que o único compromisso agendado pelo governador Sergio Cabral era comparecer a assembléia da União Astronômica Internacional.
Era como se ele estivesse no mundo da Lua.
À tarde, conforme o anunciado, Cabral esteve lá e, ao final, declarou ao repórter Rafael Masgrau, que assina o release sobre o assunto no site do Governo do Rio.
?É um prazer para a cidade do Rio de Janeiro receber um evento como este e que pela primeira vez acontece no Brasil. Isso é muito bom. Aproveitei para lembrar a eles que pedissem às estrelas para o Rio ganhar, em 2 de outubro, as Olimpíadas de 2016, quem sabe dará certo… Acho que as coisas não acontecem por acaso: eles estarem sediando aqui no Rio o congresso de astronomia e nós disputando o 2 de outubro. Isso faz sentido – disse, otimista, o governador Sérgio Cabral?.
Entenderam?
Fez sentido?

  • Segunda-feira, 12 Julho 2010 / 20:33

Missão de Cabral na Suiça

 É amanhã a última reuniao técnica do COI, em Lausanne, para as Olimpíadas de 2016.
A delegação brasileira poderá defender a candidatura do Rio durante 45 minutos.
Se o tempo for dividido irmamente entre os delegados, serão 9 minutos para o vídeo de Lula, outros 9 para o presidente do COB, mais 9 para o ministro do Esporte, 9 para o prefeito da cidade e, finalmente, 9 para o governador do Rio.
O dia tem 24 horas. Ou seja: 1.440 minutos.
Como Cabral estará ausente do Rio, por conta dessa reunião, durante 11 dias, isso corresponde a 15.840 minutos.
Como ele falará no máximo 9 minutos, se tanto, o que será que ele estará fazendo nos outros 15.831 minutos da viagem?

  • Segunda-feira, 12 Julho 2010 / 20:32

Reportagem fora de hora

 ?O Globo? de hoje publica uma pesquisa, muito interessante, que mede a facilidade de  deslocamento nas cidades, levando-se em conta apenas o traçado das ruas, sem considerar a malha de transportes e frota.
No trabalho, realizado pelo pesquisador Valério Medeiros, doutor em arquitetura e urbanismo pela Universidade de Brasília, foram pesquisadas 164 cidades do mundo, sendo que 44 brasileiras.
Dentre as 10 melhores cidades do planeta, seis são nos Estados Unidos, que detém os três primeiros lugares: Nova York, Denver e Los Angeles. O México está na quarta colocação, e as três seguintes também são norte-americanas: Las Vegas, Miami e Chicago.
Já entre as piores do mundo, o Rio de Janeiro só perde para Ouro Preto, Gutemburgo, Helsinque, Florianópolis e Ilha Phuket.
O curioso é a publicação dessa reportagem às vésperas da última reunião técnica do COI.
Não que se deva esconder o que exista de ruim na cidade.
Só que o trabalho extraordinário de Medeiros, de 519 páginas, é de novembro de 2006.
E desde essa época ele está a disposição de todos na internet.
Por que só agora, depois de quase tres anos, o jornal publica a reportagem, inclusive com chamada na primeira página?
Por que dizer que Chicago é a sétima melhor cidade do mundo, e o Rio é a sexta pior?
Se o Rio perder as Olimpiadas, Deus será culpado pela geografia da Cidade Maravilhosa.
O que isentará nossos governantes – esse pessoal que aproveita o sonho olimpico dos trouxas, para passear pelo exterior.
Eles  parecem desconhecer o ditado: “esperteza demais vira bicho e come o homem”.

  • Segunda-feira, 12 Julho 2010 / 20:32

Lula x Obama

As quatro cidades finalistas para as Olimpíadas de 2016 são Chicago, Madrid, Tóquio e Rio de Janeiro.
Segundo Sergio Cabral, o vídeo que Lula gravou, a seu pedido, será decisivo para a vitória do Rio, pois “a grife Lula é muito forte e de prestígio”.
Chicago tinha, até o ano passado, como seu representante no Senado dos Estados Unidos, um cidadão que atende pelo nome de Barack Obama.
E se ele mandar também um vídeo?

  • Segunda-feira, 12 Julho 2010 / 20:30

Respeito é bom, e Lula merece

O governador Sergio Cabral deveria respeitar o Presidente Lula.
?O Globo? de hoje publica, com destaque, um release requentado, divulgado ontem à tarde no Portal do Governo do Rio, dizendo que Lula decidiu gravar um vídeo de apoio a candidatura carioca para as Olimpíadas 2016, ?depois de se reunir com o governador Sergio Cabral?.
No release do palácio, é dito que o vídeo de Lula é para que Cabral mostre em Lausanne.
O governador é a pessoa menos importante do grupo.
Aliás, ele só está lá, porque o Estado tem o mesmo nome da cidade, Rio de Janeiro, e isso confunde os organizadores.
As Olimpíadas serão da cidade do Rio e não do Estado do Rio.
No release publicado pelo ?O Globo?, Cabral diz que Lula ?estava louco para ir? a Lausanne, onde se realizará, na quarta-feira, a última reunião técnica do COI.
Mentira de Cabral.
Quem está sempre louco para viajar é o governador.
A sorte de Cabral é que Lula já confessou não ler os jornais.

  • Segunda-feira, 12 Julho 2010 / 20:27

Dolce far niente

 A viagem que Sergio ?Wally? Cabral faz, nesse momento, terá uma duração bem maior do que todos imaginavam.
Antes, pensava-se que o governador ficaria fora apenas durante o feriadão.
Depois, constatou-se que, passado o final de semana,  ele também não estará no Rio na próxima segunda-feira, quando o incansável Pezão o substituitá em duas solenidades.
E também não aparecerá na terça, nem na quarta, nem na quinta, nem na sexta.
Sábado e domingo não conta, pois não é dia útil e, afinal, Cabral ? como filho de Deus ? também merece descanso.
Quarta e quinta feira próximas, haverá a reunião do COI em Lausanne, na Suiça, quando o Rio defenderá a sua candidatura. A apresentação será estritamente técnica.
Lula havia prometido a Carlos Nuzman, do COB, que compareceria ao encontro, mas decidiu não ir quando  descobriu que não teria nada o que fazer.
Cabral também não tem, já que as Olimpíadas de 2016 são da cidade do Rio de Janeiro e não do Estado.
Mas e daí?
Daí nada.
O encontro é boa desculpa para que o governador se ausente mais 11 dias de seu gabinete de trabalho.

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.