Demóstenes Tôrres está morto

      O ex-prefeito Cesar Maia, um dos líderes do DEM, coloca uma pá de cal em seu mandato, sem citá-lo.
Em seu blog, Cesar usa a mesma tática que utilizou contra o ex-governador Arruda.
Esfola o pobre coitado, mas sem citá-lo.
Diz o ex-prefeito:
“Escândalos Políticos em “O Novo Principe”, livro de Dick Morris!
“Não há como ganhar na cobertura de um escândalo. A única maneira de sair vivo é falar a verdade, aguentar o tranco e avançar”. Com vasta experiência junto à imprensa dos EUA, lembra que, quando ela abre um escândalo, tem munição guardada para os próximos dias. Os editores fatiam a matéria, pedaço a pedaço, para a cada dia ter uma nova revelação.  De nada adianta querer suturar o escândalo com uma negação reativa, pois virão outras logo depois, desmoralizando a defesa.   
E outros veículos entram com fatos novos, para desmentir. Para Morris, a chave é não mentir. O dano de mentir é mortal. “Uma mentira leva a outra, e o que era uma incomodidade passa a ser obstrução criminal à Justiça”. A força de um escândalo é a sua importância política. As pessoas perdoam muito mais aqueles fatos sem relação com o ato de governar. E ir acompanhando a reação do público. “Se os eleitores se mostram verdadeiramente escandalizados com o que se diz que ele fez, é melhor que não tenha feito. Roubar dinheiro quase sempre não se perdoa”.