Rio tem bons candidatos

    Acabou, há pouco, o debate da Rede TV com os candidatos ao governo do Rio. O Estado tem candidatos sérios como Fernando Peregrino, do PR, e Jefferson Moura, do PSOL, além de Fernando Gabeira, do PV que quis, no debate, nacionalizar a eleição estadual, ao pretender discutir a demissão de Erenice Guerra, ex-ministra da Casa Civil.
Mas Gabeira teve o seu mérito ao colar, na testa de Cabral, o rótulo de “Candidato Tabajara – Com ele todos os seus problemas serão resolvidos”.
Jefferson Moura também teve seu bom momento, quando perguntou a Cabral quais os 16 partidos que integram a sua coligação.
Cabral não soube dizer nem na resposta, nem na réplica.
Moura explicou:
- Esses partidos, na verdade, não se cruzam. É como se diz em Minas. Quando há cruzamento de vaca com cavalo, o resultado é um animal que  não dá leite, nem puxa carroça.
De todos os candidatos, Fernando Peregrino foi o que apresentou mais propostas. Nada de novo, mas retomando o que já deu certo no Estado.
                          * * *
As regras negociadas pelas campanhas – leia-se Sergio Cabral -  foram mais rígidas do que as dos candidatos à Presidencia da República.