• Quarta-feira, 21 Julho 2010 / 20:46

Cabral está morrendo de medo

    Do colunista Fernando Molica, do ‘Informe do Dia’:
“Candidato à reeleição, o governador Sergio Cabral (PMDB) não irá aos dois primeiros debates promovidos por emissoras de TV – o da Band (marcado para 12 de agosto) e o da Rede TV! (16 de setembro).
De acordo com a assessoria de Cabral, a decisão foi tomada porque a campanha ainda está na fase inicial. A ida ao último debate, o da TV Globo, em 28 de setembro, ainda não foi avaliada. Mas o governador participará de entrevistas organizadas por TVs, jornais, emissoras de rádio e entidades de classe.
O comando da campanha não confirma, mas ausência aos primeiros debates também é explicável por pesquisas encomendadas pelo PMDB que dão larga vantagem de Cabral sobre Fernando Gabeira (PV). Assim, seria preferível evitar riscos desnecessários”.
               * * *
Esse é Cabral, o PRI fluminense.
Mesmo com 16 partidos na aliança, 91 dos 92 prefeitos na campanha, e mais o apoio do político mais popular do país, ele morre de medo de um debate.
E tenham certeza que o temor não é o valor da casa de Mangaratiba, nem o apartamento não declarado do Leblon, nem as viagens constantes ao exterior e, muito menos, os cavalos que mantém na Hípica.
Seu pavor é debater o governo.
O que falar sobre educação, saúde, transportes, violência, etc, etc, etc?

  • Quarta-feira, 21 Julho 2010 / 20:43

PT do Rio no caminho certo

  Está no ‘Informe do Dia’:
“O PT-RJ adiou a definição sobre a distribuição da propaganda de TV. A cereja do bolo são as inserções ao longo da programação normal. Alguns defendem que o tempo vá apenas para quem é ou foi deputado. Os ameaçados de ficar de fora prometem fazer barulho”.
Faz todo o sentido.
O tempo de TV é pouco e não pode ser utilizados por cacarecos, sem a menor chance de vitória.
Ele deve ficar mesmo com os seis deputados federais, e mais Antonio Carlos Biscaia, Alessandro Molon, Benedita da Silva e Vladimir Palmeira.
Essa é a elite do partido.

  • Terça-feira, 13 Julho 2010 / 3:20

Chiquinho tá com a bola toda…

De Fernando Molica, do ‘Informe do Dia’:
Eduardo Paes quer extinguir a Secretaria Rio 2016, e Ruy Cesar, responsável pela área seria deslocado para a Secretaria de Esportes.
“Mas respaldado pelo governador Sergio Cabral, Chiquinho da Mangueira conseguiu impor um nome de sua confiança para cuidar da área esportiva da prefeitura”.
          * * *
O governo tem tanta vergonha desse Chiquinho que, na luta pela Rio2016, ele nunca apareceu.
Quem viajava sempre era a secretaria estadual de Esportes, que nada tem a ver com a questão.
Mas o tal do Chiquinho manda muito.
E manda muito até mesmo no governador.F

  • Terça-feira, 13 Julho 2010 / 2:35

Quem do PR acha o que?

 Do ‘Informe do Dia’:
“A denuncia do Ministério Público contra Anthony e Rosinha Garotinho repercutiu com força no PR, novo partido do ex-governador. Alguns caciques (do PMDB, com gabinetes no Palácio Guanabara) acham que, diante das acusações, Garotinho deveria desistir da candidatura ao governo e tentar um mandato de deputado federal”.
Esse Garotinho dá uma dor de cabeça dos diabos.

  • Terça-feira, 13 Julho 2010 / 2:24

Cabral prepara punhalada em Lula

  Do ‘Informe do Dia’:
“O governador Sergio Cabral aposta na atuação do presidente Lula para barrar a ameaça de apropriação, por outros Estados, da maior parte dos royaltes do petróleo que é destinada ao Rio de Janeiro.
Cabral chegou a pedir a integrantes da bancada federal fluminense para não fazerem barulho sobre o assunto: afirma que Lula vetará a emenda dos deputados Ibsen Pinheiro (RS) e Humberto Souto (MG), a que redistribuiu os royaltes. Uma nova conversa com o presidente esta marcada para o dia 8, no Rio”.
Cabral além de fanfarrão é covarde.
E, agora, quer responsabilizar o Presidente pelo prejuízo que o Rio terá com a perda dos royaltes.
No dia 24 de novembro, o governador Sergio Cabral foi a Brasília para uma reunião com deputados no gabinete do presidente Michel Temer. Na saída, visivelmente alterado, Cabral disse que um grupo de parlamentare, de diferentes partidos e de diferentes Estados, haviam se unido para “roubar o Rio de Janeiro”. Destemperado,  Cabral chamava de ladrão o próprio líder de seu partido na Câmara, o deputado Henrique Alves, do Rio Grande do Norte.
Na entrevista, o governador disse também que “hoje, são deputados da base do governo que estão assinando emendas. É um governador da base do governo que está fazendo proselitismo e demagogia com o estado alheio, querendo se notabilizar nacionalmente com prejuízo do povo do Rio”.
Cabral se referia ao governador Eduardo Campos, de Pernambuco, líder dos governadores nordestinos, que respondeu a acusação com ironia:
“Já estou com ciúmes dele, disse Campos. Ele (Cabral) é o melhor advogado da nossa tese”.
Três dias depois, Cabral plantou no Painel da ‘Folha’ a seguinte nota:
“Com a possibilidade de derrota do Rio na disputa pela partilha dos royalties do pré-sal, aliados de Sérgio Cabral (PMDB) fizeram circular que o Estado fará denúncias contra Pernambuco, de Eduardo Campos (PSB), ao Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária).
Ameaçam pedir que o conselho vete a concessão de incentivos fiscais, como redução de ICMS, feitas por Campos. Esse tipo de benefício só é autorizado com o aval de todos os Estados?.
E esse blog comentava: “Tenham certeza que Cabral não fará nada contra Campos. Ele não tem coragem para tanto”.
Dito e feito.
Agora o fanfarrão pede a bancada do Rio – se é verdade que ele pediu – para não fazer barulho, pois Lula vetará as emendas que prejudicam o Estado. Será que o Presidente vetará uma emenda aprovada pela maioria dos deputados? Difícil. Mas se não vetar, o culpado pelo prejuízo será Lula e não Sergio Cabral.
Isso é mais do que uma punhalada.
Cabral fez o que fez em novembro, e agora quer culpar o Presidente pelo seu fracasso.
Lula não merecia tamanha injustiça.
E quem for fazer a campanha de Dilma Rousseff , no interior do Estado, é quem mais sofrerá.

  • Terça-feira, 13 Julho 2010 / 2:10

Cesar ameaça lançar candidato

De Fernando Molica, no ‘Informe do Dia’:
“Rejeitado pelos outros partidos que apoiam a candidatura de Fernando Gabeira ao governo (PV, PSDB e PPS), o DEM de Cesar Maia ameaça lançar o vereador Eider Dantas para o Palácio Guanabara. Com isso, Gabeira e os demais partidos perderiam 4 minutos de propaganda na TV.
O problema é que nenhum partido quer se coligar ao DEM: isso diminuiria as chances de eleição dos aliados de Maia que são candidatos a deputado federal e estadual. Numa coligação, vários partidos concorrem como se fossem um só”.

  • Terça-feira, 13 Julho 2010 / 1:02

Cabral, Paes e os militares

Deu no ‘Informe do Dia’, de Fernando Molica:
“Chefes militares do Rio estão chateados com Sergio Cabral e Eduardo Paes. Acham normal que eles compareçam a Parada Gay, mas lamentam a ausência de ambos na Parada de 7 de Setembro”.

  • Terça-feira, 13 Julho 2010 / 1:01

No calcanhar de Cabral

Fernando Molica anuncia hoje,  no ?Informe do Dia?, que pesquisa do GPP,  encomendada pelo PV, tem o seguinte placar para a eleição de governador:
Sergio Cabral ? 27,3%
Garotinho ? 18,7%
?Mas ? continua Molica ? a pesquisa revela um dado preocupante para Cabral. Entre junho e outubro, Garotinho cresceu quase nove pontos percentuais na Baixada e no interior, na soma das intenções de voto nessas regiões: ele tem 33,7% contra 33,1% de Cabral. Na prática, um empate?.

  • Terça-feira, 13 Julho 2010 / 0:27

Rio investiga vítimas da gripe

Tem coisas que só acontecem no governo do Rio.
Segundo o ‘Informe do Dia’, há suspeita de que o número de mortes de vítimas da gripe suina seja maior do que o anunciado.
Veja a nota de Fernando Molica:
“Secretário de Saúde, Sergio Côrtes, mandou investigar as mortes suspeitas de terem sido causadas pelas gripe suina: 60 casos foram confirmados no Estado. A comissão vai apurar outras mortes.”

  • Terça-feira, 13 Julho 2010 / 0:20

Cesar Maia em Montevidéo?

Diz o ‘Informe do Dia’:
“Nem governo nem Senado, Cesar Maia anda pensando em se candidatar ao Parlasul, o Parlamento do Mercosul, sediado em Montevidéo. A eleição deverá ocorrer em outubro do ano que vem”.

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.