Senado deveria barrar general

A retratação do general Raymundo Nonato de Cerqueira Filho, que criticou a presença de homossexuais nas Forças Armadas, não deveria valer de nada.
Não é possivel criticar em publico e pedir desculpas em particular.
O Senado deveria rejeitar o nome de Cerqueira para ministro do STM, já que ele se recusa a  divulgar o teor da carta que enviou ao Senado, com severas críticas a imprensa – que só fez reproduzir as ofendas que ele dirigiu ao mundo gay.