• Quinta-feira, 05 Janeiro 2012 / 11:42

Oposição apoia Fernando Bezerra

     Fernando Bezerra, ministro da Integração Nacional, responsável pelo repasse de 90% das verbas contra enchente para o seu Estado, Pernambuco, é um homem de sorte.
A oposição está toda com ele.
Ou será que o deputado Sergio Guerra, presidente do PSDB, vai reclamar contra as verbas que seu Estado recebeu?
E qual será o comportamento do presidente do PPS, o também pernambucano Roberto Freire?
Já o presidente do DEM, José Agripino, não tem porque ficar falando sozinho. Além disso quem foi brindado  com verbas milionárias foi um estado nordestino – como ele.
                               * * *
Para que não se esqueça.
No governo Lula, o ministro da Integração Nacional chamava-se Geddel Vieira Lima, uma espécie de Eduardo Paes – um político que desancou o presidente e acabou sendo seu aliado.
Na sua administração, o mesmo percentual de verbas contra enchentes foi mandado para a Bahia.

  • Quinta-feira, 05 Janeiro 2012 / 11:38

Nem Minas reclama de Bezerra

     Da colunista Renata Lo Prete, do Painel da ‘Folha’:
     “Chamou atenção do Planalto a prudência de tucanos alinhados a Aécio Neves nas considerações acerca da atuação de Fernando Bezerra (Integração Nacional), acusado de privilegiar Pernambuco, seu reduto eleitoral, no repasse de verbas para prevenção de enchentes em 2011. Apesar de Minas Gerais ter sido o Estado mais penalizado com as chuvas, nem mesmo Antonio Anastasia se aventurou a censurar o ministro.
O pacto de não agressão é interpretado nos bastidores como um afago do PSDB ao governador Eduardo Campos (PE), padrinho de Bezerra e próximo de Aécio, que trata o PSB como potencial aliado em 2014.
Poupado por Anastasia, Bezerra também foi elogiado por Beto Richa (PSDB), que o considerou “atencioso” com o Paraná. Coube a José Serra a crítica quase solitária ao “loteamento político” da pasta”.

  • Terça-feira, 13 Julho 2010 / 0:12

Entenda o que desejar

 A ?Folha? de hoje publica uma nota que pode explicar tudo.
Como também pode explicar nada.
O melhor é que cada um leia e interprete como quiser.
?Marido da ex-secretária da Receita Lina Vieira, Alexandre Firmino de Melo Filho foi ministro interino da Integração Nacional entre 1999 e 2000 no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Na época, a pasta era comandada pelo então senador peemedebista Fernando Bezerra (RN). A Procuradoria move desde 2001 ação contra Melo Filho por suposto desvio na Sudam, órgão que era vinculado à pasta?.

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.