• Terça-feira, 13 Julho 2010 / 3:54

Será que o DEM aceita Dornelles?

Nesse episódio do senador Francisco Dornelles, do PP, ser vice nas chapa de José Serra, estão esquecendo apenas de um detalhe: será que o  DEM concorda com isso?
Pelo o que se sabe, os democratas abriram mão da vice, caso a vaga fosse ocupada por Aécio Neves, e não pelo primo.

  • Sexta-feira, 21 Maio 2010 / 4:13

Dornelles: “Lei não pode retroagir”

De Noeli Menezes, da ‘Folha’:
“Cogitado para vice na chapa de José Serra (PSDB) à Presidência, o senador Francisco Dornelles (PP), autor de emenda do projeto Ficha Limpa, negou ter feito alteração para beneficiar o deputado Paulo Maluf (PP). “Não sou malufista.” Dornelles reafirmou que a mudança serviu para unificar tempos verbais diferentes. Deputados afirmam, porém, que, com a mudança, só políticos condenados depois da aprovação serão atingidos. Dessa forma, quem já foi condenado por um colegiado, como Maluf, não ficaria mais inelegível.
- Por que o sr. não fez a unificação com os verbos no passado ao invés de no futuro, evitando a polêmica sobre a abrangência da lei?
- Isso não tem nenhuma base jurídica. Unificar para o retroativo? A lei não pode ser retroativa. Se fizesse isso, estaria prejudicando pessoas. Mas a minha opinião independe da emenda. O problema do projeto é que precisava de uma unificação.
- O sr. fez essa emenda a pedido de alguém?
- Não.
- Sem a emenda, a lei poderia atingir Maluf. Agora a mudança poderá beneficiá-lo. O sr. fez essa emenda para favorecê-lo?
- Não sou malufista. Até gosto do Maluf pessoalmente, mas estava no colégio eleitoral para apoiar Tancredo Neves. Ninguém pode personalizar uma emenda.
- Para alguns, a alteração permite que mais políticos com “ficha suja” fiquem livres nas eleições.
- Eu não vou discutir o sentido da lei. Só posso dizer que, se eles ficarem livres, não será por causa da emenda, que é puramente de redação. O projeto precisava de coerência.
- O sr. acha que essa emenda pode prejudicar a sua imagem caso venha a ser vice do Serra?
- É um assunto que não comento, é especulação.
- O sr. gostaria de ser o vice do Serra?
- Seria deselegante dizer que quero ou não uma coisa que nunca me foi colocada. Em política, eu jogo com fato concreto.

  • Terça-feira, 11 Maio 2010 / 3:59

Dornelles explica neutralidade

 ”No PP ninguém manda, porque ninguém obedece”, do presidente PP, senador Francisco Dornelles, explicando porque o partido deve se manter neutro na sucessão presidencial.

  • Segunda-feira, 10 Maio 2010 / 4:00

O que Cabral pensa sobre Dornelles

Alguém sabe qual a opinião do governador Sergio Cabral sobre a possibilidade do senador Francisco Dornelles vir a ser candidato à vice-presidente de José Serra, do PSDB?
Certamente isso não interessa a nenhum jornal do Rio de Janeiro.

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.