Dornelles só aceita a vitória

Francisco Dornelles não é homem de aventuras.
Mais do que a vice-presidência da República, o que ele sonha, de verdade, é com o ministério da Defesa.
Como vice de Serra ele não tem, em princípio, nada a perder, já que seu mandato vai até 2015.
Mas ele não acha a menor graça em perder eleição.
Se Serra o convidar, Dornelles só terá um motivo para aceitar: se ele tiver a certeza da vitória.