Cabral comanda festa para Dilma

O governador Sergio Cabral comandou a festa para a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff

O governador Sergio Cabral comandou a festa para a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff

Será que algum jornal irá reclamar do fato do governador do Rio de Janeiro, candidato a reeleição,  ter participado hoje, em São João do Meriti, de um ato político no horário de expediente de trabalho?
O Presidente Lula, que não é candidato a nada, poderia participar de um encontro político com prefeitos, tendo ao lado a candidata Dilma Rousseff?
Por que razão o candidato  Sergio Cabral pode fazê-lo?
Quem pagou a gasolina do helicóptero, ou do carro, que conduziu o candidato Cabral a churrascaria Oasis?
Quantos crimes eleitorais foram praticados pelo governador nesse ato?
                   * * *
O almoço fazia parte da agenda oficial de Sergio Cabral.
No portal do governo do Estado, foi postada, às 18h07m, uma notícia informando que ”o governador Sergio Cabral e a ex-ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff reuniram-se nessa segunda-feira (10/5) com 86 prefeitos fluminenses”.
Ao portal do governo, Sergio Cabral declarou textualmente:
“Acho que este foi um ato de enorme expressão política, como nunca houve na história deste estado, com 86 prefeitos dos 92 municípios. É uma demonstração do que o povo do Rio de Janeiro tem de mais forte, a gratidão. O que fizemos foi um agradecimento à ex-ministra que comandou todo o processo de infraestrutura deste país nos últimos anos”.
                   * * *
É claro que a Justiça Eleitoral só se manifesta quando provocada.
Caso o candidato Fernando Gabeira, ou Anthony Garotinho, peçam a punição do candidato do PMDB, qual deverá ser o julgamento do TRE?
Os jornais, certamente, não verão nada de condenável.
Só Lula é que não pode…