• Terça-feira, 13 Julho 2010 / 3:54

Garotinho acena para José Serra

Da ‘Folha’
“Já que ele está sem palanque no Rio e aguardamos uma decisão que não chega de Dilma [Rousseff], nosso propósito é viabilizar o palanque para ele (José Serra)”, disse o pré-candidato ao Senado na chapa de Garotinho (PR), bispo Manoel Ferreira (PR), que preside corrente da Assembleia de Deus.

Serra pede oração a evangélicos

Do repórter Graciliano Rocha, da ‘Folha’:
“O pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, fez um discurso repleto de referências bíblicas diante de uma plateia de missionários evangélicos e foi saudado como “futuro presidente” por pastores da Assembleia de Deus, ontem à noite em Camboriú (SC).
“Orem, rezem a Deus, por mim no sentido de eu ter mais sabedoria para enfrentar as batalhas e as lutas que nós temos daqui por diante”, discursou, aludindo a uma passagem do Velho Testamento em que o rei Salomão pede a Deus sabedoria para governar.
Na discurso, o católico Serra vinculou passagens da Bíblia à sua atuação como ministro da Saúde e governador. Citando trecho do Evangelho de João, sobre Cristo ter vindo à Terra para dar “vida abundante”, o tucano lembrou que propôs legislação restritiva ao cigarro em São Paulo para dar “qualidade de vida” à população.
Serra falou para um auditório lotado com cerca de 10 mil pessoas, segundo pastores da Assembleia de Deus.
Líderes da igreja pentecostal afirmaram que o discurso foi ouvido por 160 mil pessoas que participaram do encontro 28º Encontro Internacional de Missões dos Gideões Missionários, espalhados em um parque de Camboriú. A Polícia Militar não fez estimativa de público.
O palanque evangélico de Serra foi articulado pelo pastor Everaldo Pereira, presidente do PSC (Partido Social Cristão), sigla aliada de Lula no Congresso e que deverá apoiar o tucano na eleição. A Assembleia de Deus é a igreja da pré-candidata Marina Silva (PV).
Pastores trataram Serra várias vezes como “futuro presidente”. Durante sua oração, o pastor Cezino Cavalcante pediu que os fieis rezassem para que o presidenciável se elegesse e conclamou o ex-governador a voltar ao encontro em 2011 como presidente. O pré-candidato disse “amém”.
O pastor Reuel Bernardino incentivou a ovação a Serra: “Esse povo não só ora como vota, haverá um rebuliço no país”.
Após ganhar uma Bíblia de Cezino, Serra concedeu uma rápida entrevista em que defendeu o trabalho missionário das igrejas e negou ter ido a Santa Catarina apenas em busca do voto evangélico.
Ao sair do ginásio, diante de uma multidão que gritava seu nome, Serra fez o V de vitória”.

  • Terça-feira, 13 Julho 2010 / 3:29

Garotinho vai a culto e condena aborto

Do repórter Cássio Bruno, de ‘O Globo’:
“O que deveria ser só um culto religioso, com cerca de cinco mil evangélicos, na Assembleia de Deus de Madureira, transformou-se ontem em palanque eleitoral liderado pelo ex-governador Anthony Garotinho, pré-candidato do PR ao governo. Ao lado da mulher, a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, e do pastor Manoel Ferreira, que disputará o Senado pelo PR, Garotinho, em seu discurso, pregou: ?Vai ser eleito governador de tudo que é tipo e senador de tudo que é estado do Brasil. Mas só vai ser eleito um governador crente, um senador crente?.
O evento marcou o lançamento do ?Manual Feminino da Cidadania?, que reproduz trechos polêmicos do Programa Nacional de Direitos Humanos do governo Lula ? como o apoio ao projeto de lei que defende a união civil de pessoas do mesmo sexo, criticado por Garotinho.
O manual distribuído ao fiéis destaca as ?22 razões para não fazer aborto?, ao lado de imagens de fetos mortos. São listadas ainda as ?22 razões para orar por Garotinho?. Na contracapa, ele aparece com Rosinha e os filhos, com o título: ?Quem tem família, defende família?.

  • Terça-feira, 13 Julho 2010 / 3:17

Dilma na festa de Garotinho

Do repórter Cássio Bruno, de ‘O Globo’:
“A pré-candidata à Presidência pelo PT, Dilma Rousseff, é esperada, no próximo dia 10, no I Congresso Estadual do PR, em um centro de convenções, no Rio. O evento marcará o lançamento da pré-candidatura ao governo do estado do ex-governador Anthony Garotinho. O encontro vai ocorrer no mesmo dia em que Dilma receberá uma homenagem do PT fluminense, ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e do lançamento oficial da pré-candidatura pelo PSDB de seu adversário, José Serra. A expectativa do PR é que 15 mil pessoas compareçam.
A aproximação de Dilma e Garotinho desagrada ao governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), que tinha a expectativa de ser o único candidato ao governo do Rio apoiado por Dilma e o presidente Lula.
? O partido faz parte da base do governo Lula. Como haverá um ato do PT no Rio no dia do congresso, ela (Dilma) manifestou o interesse de estar presente. E será muito bem-vinda ? disse o secretáriogeral do PR no Rio, Adroaldo Peixoto.
Garotinho estará acompanhado também do pastor Manuel Ferreira, pré-candidato ao Senado e presidente nacional das Assembleias de Deus, que reúne cerca de 60 mil templos em todo o país e possui seis milhões de fiéis ? Apresentaremos no Congresso a nominata provisória dos pré-candidatos a deputado estadual e federal nas eleições e o nosso pré-programa de governo para o Rio ? revelou Adroaldo Peixoto, coordenador da pré-campanha de Garotinho.
Petista vai hoje à posse do novo presidente do PR Hoje, Dilma participa, em Brasília, da posse do novo presidente nacional do PR, Alfredo Nascimento, ex-ministro dos Transportes.
Ele é pré-candidato ao governo do Amazonas. Na cerimônia, o PR também oficializará apoio à candidatura petista.
Essa aproximação de Dilma Rousseff e Garotinho provocou grande desconforto em Sérgio Cabral. Ex-aliado, Cabral atualmente é inimigo político de Garotinho.
Em janeiro, por exemplo, Dilma teve um encontro secreto com o ex-governador, num apartamento em Copacabana, irritando o peemedebista e estremecendo a aliança com o PT.
Segundo um dos que participaram do encontro, Garotinho cobrou sinais de que ele e o governo ?fazem parte do mesmo time?, já que as atenções do Planalto estão voltadas para Cabral. Com o aval dos petistas, incluindo Lula, Dilma subirá nos dois palanques em sua campanha no estado”.

  • Segunda-feira, 12 Julho 2010 / 22:36

Cabral hoje vai à forra

A Ópera de Pequim é um dos tesouros culturais da China.
Ela mistura canto, mímica, dança e acrobacia.
E faz sucesso há mais de 200 anos.
Pena que o governador Sergio Cabral não tenha ido a uma de suas apresentações em Pequim.
Pelo menos, a sua agenda não informou nenhum desses programas imperdíveis, com uma visita a Muralha da China, a Praça da Paz Celestial, a Cidade Proibida  – onde encontra-se o Palácio Imperial desde meados da Dinastia Ming  – e a Ópera de Pequim.
Morador da capital cultural do país, o governador deveria mostrar interesse, também, pela cultura de outros povos.
Como passou dois finais de semana por aquelas bandas, é imperdoável o fato de não ter visitado o Exército de Terracota, na cidade de Xi’an.
Em Shangai, onde esteve, deveria ter ido ao zoológico conhecer um urso panda.
Mas também, quem mandou ser ciceroneado por Eike Batista.
                                                                                     * * *
Hoje a noite, às 20h, Cabral vai à forra.
Ele assistirá no Vivo Rio, no Aterro, a um concerto da Banda Sinfônica da Polícia Militar.
De quebra, vai aplaudir o Coral da Assembléia de Deus de Madureira, o Grupo Renascença e o Coral de Crianças da Rocinha.
A Ópera de Pequim terá de esperar outra oportunidade.

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.