• Terça-feira, 13 Julho 2010 / 0:43

Nuzman, nada modesto

O presidente do COB, Arthur Nuzman, não é nada modesto.
Veja o que ele disse ao repórter Fernando Duarte, de ‘O Globo’, em Copenhague:
?Ser membro do COI e acumular a presidência da candidatura pesou muito aqui (aponta para uma da sala de reuniões do COI). A maneira com a qual eu poderia entrar para falar com eles era diferente das outros candidaturas (onde não houve acúmulo de cargos). Eu era o único que poderia ter feito aquele discurso na apresentação final, falando diretamente com os delegados, e pedindo para que refletissem sobre a decisão histórica que poderiam tomar. Soubemos utilizar meu peso político e isso contou nessa candidatura.?

  • Terça-feira, 13 Julho 2010 / 0:34

Cabral engana a todos

A ‘Isto É’ dessa semana traz uma reportagem sobre o “Brasil olímpico”.
O mais citado é o governador Sergio Cabral, que “se transformou em uma espécie de mercador da candidatura carioca mundo afora”.
Na reportagem, ele é mais importante do que Lula, Nuzman e Orlando Silva – todos juntos.
Eduardo Paes, prefeito da cidade onde serão realizadas as Olímpiadas, caso o Rio vença a disputa, nem é citado. É como se as Olímpiadas fossem do Estado, e não da cidade.
E muito menos o ex-prefeito Cesar Maia, o homem que realizou os Jogos Panamericanos, e que começou o trabalho para que o Rio se torne a sede dos Jogos de 2016.
Tá tudo dominado.

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.