Rio beleza

Praia de São Conrado em manhã de sábado. Turista européia passeia de carona no panorâmico vôo de asa delta. Na areia, banhistas curtem o sol e as águas do mar.

Como foi – Morei no Leblon, Leme e Alto da Boa Vista. Trabalhei durante anos n’O Globo e no JB. De volta para casa, passava todas as noites pela favela do Borel. Uma tremenda aflição. Estou sempre no Rio, sei exatamente o que é bom e o que não é. Aliás, o que é bom no Rio é muito bom. E o que é ruim é muito ruim. Como a questão que agora aflige a cidade, a guerra do tráfico. Mas é impossível negar sua enorme vocação para a beleza. A começar pela própria geografia, com praias de fazer inveja a qualquer outro lugar, do Leme ao Pontal. Sem falar do Pão-de-Açúcar, a Floresta da Tijuca, a Quinta da Boa Vista, o Aterro do Flamengo, o Jardim Botânico, o Corcovado… Mais ainda, shows musicais, o embalo das escolas-de-samba, o domingo de Maracanã, bons bares e restaurantes e, sobretudo, o lado bem humorado carioca. Impossível também resistir o uma foto como essa aí.