Sergio Cabral rasga dinheiro

    O repórter Alfredo Junqueira, do ‘Estadão’, fez uma reportagem sobre a estimativa de gastos de campanha de 18 governadores que tentam a reeleição.
Eles estão inflando em 69%, em média, suas campanhas nos estados.
               * * *
No Rio de Janeiro, Sérgio Cabral “teve sua tarefa facilitada depois da desistência de seu ex-aliado e atual inimigo político Anthony Garotinho (PR)”
Com o tempo de campanha diminuido, impedido de ter gastos com outdoor, camisetas, bonés, brindes em geral, tendo 16 partidos na sua aliança, o apoio de 91 dos 92 prefeitos do Estado, além de Lula - o político mais popular do país – e da virtual Presidente Dilma Rousseff, Cabral poderia gastar pouco. Muito pouco.
Pois ele informou ao TRE que seu orçamento é de R$ 25 milhões.
Esse valor, segundo a reportagem do ‘Estadão’ “é 158,62% superior ao que ele orçou em 2006, quando se elegeu com o apoio de Garotinho”.
                      * * *
Esse é mais um recorde de Sergio Cabral.
Seus colegas governadores, que disputam a reeleição, gastarão, em média, a imoral cifra de 69% a mais do que em 2006.
E Cabral gastará mais do que o dobro: 158,62%