Índio do Demo sonha com Prefeitura

A repórter Christiane Samarco, do ‘Estadão’, fez uma entrevista com o vice de Serra, o Índio do Demo.
Vale a pena ler pelo menos duas respostas do paspalhão.
                 * * *
Primeiro sobre o perigo dele ter de assumir a Presidência:
“Além de ser um excelente professor, o Serra tem uma tremenda estrutura. Há quase 50 anos ele monta equipes, e boas equipes. Se o Serra for ficar um mês na China, continuará como se estivesse sentado na cadeira de presidente, igualzinho. Vai despachar por telefone, por e-mail e não vai ter nem problema de fuso horário”.
Gostaram?
                 * * *
Mais uma:
“O grande trunfo do Serra – e modéstia à parte meu também – é saber lidar com a máquina pública para oferecer mais por menos. Em 2003 eu descobri que tinha um aneurisma e operei minha cabeça. Ainda no hospital, resolvi desenvolver um instituto que pudesse pensar maneiras novas de desenvolver políticas públicas. Eu geoprocessei a cidade do Rio inteira. Sei quantas matrículas foram realizadas por escola, qual foi a demanda não atendida, o porcentual de repetência. Ali, pude aproveitar a oportunidade de estar secretário de Administração e testar modelos gerenciais que, não tenho dúvida, ajudarão demais no governo federal”.
Índio do Demo é candidato à vice, mas sonha em ser candidato à prefeito do Rio.