O fanfarrão é um trapalhão

Sergio Cabral ao anunciar, em Londres, a cessão do Palácio Gustavo Capanema para as Olimpíadas de 2016, não atropelou apenas o Prefeito Eduardo Paes, o ministro Orlando Silva, e mais o presidente do COB, Carlos Nuzman. Ele fez outra vítima, segundo informa Ancelmo Góis: o próprio usuário do prédio, o ministro da Educação, Fernando Haddad “soube pelos jornais” que o palácio “abrigará o comitêd organizador dos Jogos de 2016 e a Autoridade Pública Olímpica”.
Cabral além de fanfarrão é trapalhão. E sem educação.