• Domingo, 04 Agosto 2013 / 11:03

Cabral e o mês de agosto

Agosto tem sido um mês trágico para os políticos brasileiros.
Para ficar em apenas três exemplos, Getulio Vargas suicidou-se, Janio Quadros renunciou e Costa e Silva teve um derrame.
Pelo andar da carruagem Sergio Cabral também não deve ultrapassar este mês.
Insistir em manter-se no Governo não é bom para ele, nem para o Rio, nem para seu partido.
Nada leva a crer que, com sua saída, o vice Pezão tenha condições de levar o governo até o final do mandato, e concorrer a reeleição.
Mas isso é outra história, assim como é outra história o que acontecerá com Cabral após deixar o governo.

  • Domingo, 04 Agosto 2013 / 10:37

Cabral deveria seguir o Papa

Sergio Cabral, agora tão religioso e encantado com a pregação de Francisco, deveria seguir o exemplo da Igreja, mais precisamente do Papa Bento XVI que, ao notar que não tinha mais condições de conduzir o Vaticano, decidiu renunciar.

  • Domingo, 04 Agosto 2013 / 10:16

Cadê o Amarildo?

Do jornalista Elio Gaspari, no Globo:
“No dia 14 de julho o pedreiro Amarildo de Souza, pai de seis filhos, foi levado para a Unidade de Polícia Pacificadora da Rocinha e desapareceu.
Segundo a polícia, ele foi liberado e não se sabe para onde foi.
Cadê o vídeo que registrou sua saída da UPP? A câmera estava quebrada.
Cadê os GPS dos carros da UPP, capazes de mostrar por onde andaram? Estavam desligados.
Cadê a inteligência da população? Precisa ser pacificada.
Para isso, o secretário de segurança Beltrame poderia responder a uma pergunta: Quantas vezes pifaram simultaneamente os controles das câmeras e os aparelhos de GPS em outros estabelecimentos policiais sob sua jurisdição?”

  • Sábado, 03 Agosto 2013 / 13:12

Tchau Cabral

Diz Ilimar Franco, no ‘Panorama Político’:
“O PT do Rio planeja desembarcar do governo Sérgio Cabral (PMDB). Sua Executiva estadual, bancadas e secretários se reúnem para tratar da saída na segunda-feira. A proposta já tem maioria.Para oficializar a decisão, o Diretório Regional ainda será convocado.
Os secretários petistas vão deixar seus cargos até outubro. A candidatura do senador Lindbergh Farias será reafirmada”.
Por que só em outubro? Por que não na terça-feira, logo após a reunião?
É por atitudes como essas que o Rio é a única capital do país onde o PT nunca vingou.
Aqui, lamentavelmente, ele é o eterno Partido da Boquinha.

  • Quinta-feira, 01 Agosto 2013 / 16:50

Mentira tem perna curta

Há 48 horas postei seguinte:
“Enfim uma boa notícia, se for verdade … é claro.
Diz Cabral: “Estou no sétimo ano de governo, não sou candidato a cargo eletivo”.
Se ele cumprir o mandato até o final, seu filho não poderá ser candidato a deputado, como estava nos seus planos.
E melhor: sem mandato, Cabral perde a imunidade”.
Era mentira.
O presidente do PMDB, Jorge Picciani, em entrevista ao ‘Dia’ anunciou que Cabral deixará o governo em abril, e Marco Antonio, seu filho, será candidato a deputado federal.
Desde meados do ano passado digo que Cabral será candidato a deputado estadual.
Quem viver… verá.

  • Quinta-feira, 01 Agosto 2013 / 15:52

Amarildo não está sozinho

O sangue encontrado no banco de trás de um carro da UPP da Rocinha não é de Amarildo.
O corpo encontrado na segunda-feira, num valão da Rocinha, também não é do pedreiro.
Amarildo continua desaparecido e, agora, sabe-se que a violência na Rocinha, a comunidade pacificada, continua como antes.
Não é só Amarildo que está desaparecido.
De quem é o corpo de mulher que encontraram? De quem é o sangue no carro da PM? O que a PM pacificou? Na Rocinha a guerra continua.
E a PM está envolvida em pelo menos dois casos: no sangue encontrado no carro e no sumiço de Amarildo.
A UPP é uma mentira.

  • Quarta-feira, 31 Julho 2013 / 16:53

É o fundo do poço, é o fim do caminho…

No Globo Online, Sergio Cabral está sendo defendido pelo ex-governador Moreira Franco.

  • Terça-feira, 30 Julho 2013 / 22:56

Rosa, minha mãe, faria hoje 90 anos

Saudades

  • Terça-feira, 30 Julho 2013 / 17:01

Cabral garante que não é candidato

Enfim uma boa notícia, se for verdade … é claro.
Diz Cabral:
“Estou no sétimo ano de governo, não sou candidato a cargo eletivo”.
Se ele cumprir o mandato até o final, seu filho não poderá ser candidato a deputado, como estava nos seus planos.
E melhor: sem mandato, Cabral perde a imunidade.

  • Terça-feira, 30 Julho 2013 / 17:00

Cabral culpa Beltrame

Diz Sergio Cabral:
““Quem escolheu o comandante da PM e quem escolherá o comandante da PM será sempre o secretário de segurança”.
Está ótimo. Mas quem escolhe o secretário de Segurança?

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.